Alterações Neurológicas de MO - Disfagia

Disfagia em Terapia Intensiva

O Fonoaudiólogo é indispensável em Terapia Intensiva

Ingestão Oral e Grau de Comprometimento da Disfagia Orofaríngea Neurogênica Pré e Pós Fonoterapia

Autores: Aline Rodrigues Pinto, Paula Cristina Cola, Lídia Raquel de Carvalho, Suely Mayumi Motonaga, Roberta Gonçalves da Silva 2014

Fonoaudiologia Hospitalar - Intervenção Fonoaudiológica nas Disfagias Orofaríngeas

PROTOCOLO PARA CONTROLE DE EFICÁCIA TERAPÊUTICA EM DISFAGIA OROFARÍNGEA NEUROGÊNICA (PROCEDON)

PROTOCOLO PARA CONTROLE DE EFICÁCIA TERAPÊUTICA EM DISFAGIA OROFARÍNGEA NEUROGÊNICA (PROCEDON), Silva RG, Jorge AG, Peres FM, Cola PC, GattoAR, SpadottoAA 2010

Diagnóstico Diferencial em Fonoaudiologia

ARTIGO 1 Eficácia e limitação da terapia vocal na doença de Parkinson 2016

Eficácia e limitação da terapia vocal na doença de Parkinson: revisão de literatura Effectiveness and limitations of vocal therapy in Parkinson’s disease: a literature review Renata Serrano de Andrade Pinheiro(1) Nelson Torro Alves(2) Anna Alice Figueirêdo de Almeida(3)

ARTIGO 2 Adaptação Para A Língua Portuguesa E Aplicação De Protocolo De Avaliação Das Disartrias De Origem Central Em Pacientes Com Doença De Parkinson

ADAPTAÇÃO PARA A LÍNGUA PORTUGUESA E APLICAÇÃO DE PROTOCOLO DE AVALIAÇÃO DAS DISARTRIAS DE ORIGEM CENTRAL EM PACIENTES COM DOENÇA DE PARKINSON Adjustment to the Portuguese and application to patients with Parkinson’s disease of protocol within central origin dysarthrias’ assessment Angélica Suelen Fracassi (1), Ana Rita Gatto (2), Silke Weber (3), André Augusto Spadotto (4), Priscila Watson Ribeiro (5), Arthur Oscar Schelp (6)

ARTIGO 3 Aspectos comunicativos e enfrentamento da disfonia em pacientes com Doença de Parkinson

Aspectos comunicativos e enfrentamento da disfonia em pacientes com doença de Parkinson Article in CoDAS · February 2016 Flávia Pereira da Costa Giovana Diaféria Mara Behlau

ARTIGO 4 Disfonias: Relação S/Z e Tipos De Voz

DISFONIAS: RELAÇÃ O S/Z E TIPOS DE VOZ Dysphonias: S/Z ratio and types of voice Carla Aparecida Cielo (1), Giseane Conterno (2), Cláudia Dutra de Moraes Carvalho (3), Leila Susana Finger (4)

ARTIGO 5 Relação entre Autoavaliação Vocal e Dados da Avaliação Clínica em Indivíduos Disfônicos

RELAÇÃO ENTRE AUTOAVALIAÇÃO VOCAL E DADOS DA AVALIAÇÃO CLÍNICA EM INDIVÍDUOS DISFÔNICOS Relation between voice self-assesment and clinic evaluation data in dysphonic individuals Ana Paula Dassie Leite(1), Luciana Branco Carnevale(1), Heloíza Lima da Rocha(1), Caroline Amália Pereira(1), Luiz de Lacerda Filho(2)

ARTIGO 6 Disfonias Orgânicas por Neoplasias: Análise de Diagramas de Desvio Fonatório

DISFONIAS ORGÂNICAS POR NEOPLASIAS: ANÁLISE DE DIAGRAMAS DE DESVIO FONATÓRIO Phonatory deviation diagram in organic dysphonia by neoplasia Iára Bittante de Oliveira(1), Eliane dos Santos Fernandez(1), Elaine Pavan Gargantini(1)

ARTIGO 7 Disfonia Organofuncional e Queixas de Distúrbios Alérgicos e/ou Digestivos

DISFONIA ORGANOFUNCIONAL E QUEIXAS DE DISTÚRBIOS ALÉRGICOS E/OU DIGESTIVOS Organic-functional dysphonia and complains off allergic and/or digestive disturbance Carla Aparecida Cielo (1), Leila Susana Finger (2), Geise Roman-Niehues (3), Vanessa Panda Deuschle (4), Márcia do Amaral Siqueira (5)

ARTIGO: Diagnóstico Diferencial em MO segundo Marchesan

Autora do arquivo: Drª Irene Marchesan

ARTIGO: Diretrizes Nacionais em Microcefalia

Fonoaudiologia na estimulação precoce de crianças com Microcefalia

ARTIGO: Testes de rastreamento x testes de diagnóstico

Testes de rastreamento x testes de diagnóstico

ARTIGO: TRADUÇÃO ZIKA - Diagnóstico Diferencial em Fonoaudiologia

A convergência de um vírus, mosquitos e viagem humana na globalização da epidemia de Zika.

ARTIGO: ZIKA - Diagnóstico Diferencial em Fonoaudiologia

A convergência de um vírus, mosquitos e viagem humana na globalização da epidemia de Zika.

Diagnóstico Diferencial em Fonoaudiologia Linguagem e Memória

Memória e Linguagem - Diagnóstico Diferencial das Afasias

Diagnóstico Diferencial em Fonoaudiologia MO

Diagnóstico Diferencial em Fonoaudiologia MO

FONOAUDIOLOGIA HOSPITALAR

Biossegurança Fonoaudiologia Hospitalar

GRADUAÇÃO DE FONOAUDIOLOGIA

Dimensões subjetivas de biossegurança hospitalar

Leitura Complementar graduação em Fonoaudiologia

Disfagia no HIV

Leitura Complementar da Graduação em Fonoaudiologia

Fonoaudiologia em Terapia Intensiva

A Fonoaudiologia Hospitalar e as evidências irrefutáveis de que a presença do Fonoaudiólogo é essencial nos hospitais..pdf

Fonoaudiologia Hospitalar em Traumas de Face

Leitura complementar da graduação em Fonoaudiologia

Incidência de Disfagia em UTI

A Fonoaudiologia Hospitalar e as evidências irrefutáveis de que a presença do Fonoaudiólogo é essencial nos hospitais..pdf

Intubação Orotraqueal e Disfagia

A Fonoaudiologia Hospitalar e as evidências irrefutáveis de que a presença do Fonoaudiólogo é essencial nos hospitais..pdf

Geriatria e Gerontologia

AULA 4 - Parte II Benefícios da Fonoaudiologia e do Canto em idosos

Professore Convidado Fgº Wendel Pereira Fonoaudiólogo Professor de canto Preparador vocal de cantores e atores. Oratória Articulador Regional pela Sociedade Brasileira de Fonoaudiologia

ESTUDO DIRIGIDO A2 GERIATRIA

ED A2 + TRABALHO QUE DEVERÁ SER FEITO EM SLIDES DE ESTIMULAÇÃO. MODELOS NO LINK DE VÍDEOS DE MÓDULOS DE TREINAMENTO DE MEMÓRIA DO PRÓPRIO SITE. GRUPOS DE 5 ALUNOS - MÍNIMO DE 10 SLIDES COM ESTÍMULOS DE: PERCEPÇÃO, ATENÇÃO TÉCNICAS DE ASSOCIAÇÃO DE IDÉIAS, CONCEITOS, NOMES RACIOCÍNIO LÓGICO

Atuação da Fonoaudiologia na Cirurgia Bariátrica

A NECESSIDADE DA AVALIAÇÃO FONOAUDIOLÓGICA NO PROTOCOLO DE PACIENTES CANDIDATOS À CIRURGIA BARIÁTRICA

Material sedido pela Profª Andréa Cavalcante Autores: Angela Silveira Guerra Silva (1), Christiane Camargo Tanigute (2), Adriana Tessitore (3)

Food Tolerance in Patients Submitted to Gastric Bypass: The Importance of Using an Integrated and Interdisciplinary Approach

Material sedido pela Profª Andréa Cavalcante Autores: Cynthia Meira de Almeida Godoy & Alex L. Caetano & Kátia R. S. Viana & Eudes Paiva de Godoy & André Luis Costa Barbosa & Edmundo M. Ferraz

FUNÇÃO MASTIGATÓRIA DE OBESOS CANDIDATOS À CIRURGIA BARIÁTRICA ORIUNDOS DE CLASSES SOCIOECONÔMICAS DISTINTAS

Material sedido pela Prfª Andréa Cavalcante Autores: Celso Roberto PASSERI1,2, Jacira Alves Caracik de Camargo ANDRADE1,2, Karla Thaíza TOMAL1, Eduardo Marcucci PRACUCHO1, Livia Paschoalino de CAMPOS3, Silvia Helena de Carvalho SALES-PERES2

INTERVENÇÃO FONOAUDIOLÓGICA EM OBESOS MÓRBIDOS SUBMETIDOS À GASTROPLASTIA PELA TÉCNICA DE FOBI-CAPELLA

Material sedido pela Profª Andréa Cavalcante Autores: Rosa de Fátima Marques GONÇALVES, Ethel ZIMBERG

PERFIL MASTIGATÓRIO DE OBESOS MÓRBIDOS SUBMETIDOS À GASTROPLASTIA

Material sedido pela Profª Andréa Cavalcante Autores: Rosa de Fátima Marques Gonçalves (1), Ethel Zimberg Chehter (2)

Eletroterapia aplicada a Fonoaudiologia

Aplicação e efeitos da eletroestimulação neuromuscular na reabilitação da disfagia orofaríngea: revisão de literatura

Aplicação e efeitos da eletroestimulação neuromuscular na reabilitação da disfagia orofaríngea: revisão de literatura Borges et al. 2016

Estimulação Elétrica Neuromuscular na Reabilitação da Disfagia Orofaríngea Neurogênica

Estimulação Elétrica Neuromuscular na Reabilitação da Disfagia Orofaríngea Neurogênica Neuromuscular Electrical Stimulation in Rehabilitation of Neurogenic Oropharyngeal Dysphagia Paula Cristina Cola Roberto Oliveira Dantas Roberta Gonçalves da Silva

USO DA ELETROESTIMULAÇÃO NA CLÍNICA FONOAUDIOLÓGICA: UMA REVISÃO INTEGRATIVA DA LITERATURA

USO DA ELETROESTIMULAÇÃO NA CLÍNICA FONOAUDIOLÓGICA: UMA REVISÃO INTEGRATIVA DA LITERATURA The use of electrical stimulation in speech therapy clinical: an integrative literature review Juscelina Kubitscheck de Oliveira Santos(1), Ana Cristina Côrtes Gama (2), Kelly Cristina Alves Silvério (3), Neide Fátima Cordeiro Diniz Oliveira (4)

Artigos publicados

A IMPORTÂNCIA DA FONOAUDIOLOGIA NA SÍNDROME DE CUSHING: RELATO DE CASO.

A IMPORTÂNCIA DA FONOAUDIOLOGIA NA SÍNDROME DE CUSHING: RELATO DE CASO. Disponível em: http://crefono1.gov.br/wp-content/uploads/2018/03/Bruna-Silva-UVA.pdf Bruna Silva Pereira Universidade Veiga de Almeida – brunapereira0@yahoo.com.br Viviane Marques da Silva Neves Universidade Veiga de Almeida – Me - vivianemarquesfono@hotmail.com RESUMO OBJETIVO: Este trabalho descreve a importância da fonoaudiologia no tratamento da síndrome, objetivando através de uma revisão integrativa embasar o relato de um caso clínico de uma paciente diagnosticada com a doença, onde houve uma intervenção fonoaudiológica juntamente a equipe multidisciplinar. Esta é uma síndrome rara e caracterizada por anormalidades endócrinas causada pelos altos níveis de cortisol no organismo levando o paciente à intensas disfunções. Podendo ser do tipo endógeno ou exógeno, sendo o tipo exógeno mais comum promovido pela administração de glicocorticóide medicamente prescritos. METODOLOGIA: A revisão foi feita na base de dados PubMed no período de 2012 a 2017, adotando critérios de inclusão e exclusão, filtro e seleção dos cruzamentos de descritores relacionados a Síndrome e a Fonoaudiologia. RESULTADOS E DISCUSSÃO: A busca demonstrou um número limitado de trabalhos sobre o assunto, principalmente quando cruzado os descritores Fonoaudiologia com a síndrome de Cushing onde obteve-se resultado 0, porém é evidenciado que, as disfunções acometidas mediante a manifestação da doença pode levar o paciente a apresentar distúrbios de fala, cognição e sintomas de disfagia, podendo levar à morte quando não tratadas adequadamente. Foram encontradas 101 publicações sobre a síndrome com relação à cognição, 11 à intubação orotraqueal e 06 à disfagia. Os achados clínicos evidenciam os prejuízos acarretados durante e após a remissão desta. CONCLUSÃO: Conclui-se que, para as comorbidades obtidas durante a aquisição da síndrome de cushing, faz-se necessário a intervenção da equipe de fonoaudiologia para que o paciente evite agravo da doença acarretando outras comorbidades associadas e obtenha uma qualidade de vida satisfatória. Palavras-chave: Síndrome de Cushing. Fonoaudiologia. Disfagia. Cognição.

APLICAÇÃO DO MÉTODO KINÉSIO TAPING NA REABILITAÇÃO FONOAUDIOLÓGICA DAS PARALISIAS FACIAIS

APLICAÇÃO DO MÉTODO KINÉSIO TAPING NA REABILITAÇÃO FONOAUDIOLÓGICA DAS PARALISIAS FACIAIS Disponível em: http://crefono1.gov.br/wp-content/uploads/2016/10/ART-CLAUDIA-VALENTIM.pdf Cláudia Valentim Silva Fonoaudióloga, formada em 2015, pela Universidade Veiga de Almeida – Rio de Janeiro (RJ), Brasil cacauvalentim@yahoo.com.br Viviane Marques da Silva Neves Mestre em Fonoaudiologia, Coordenadora do Curso de Pós-Graduação em Fonoaudiologia hospitalar na Universidade Veiga de Almeida – Rio de Janeiro (RJ), Brasil vivianemarquesfono@hotmail.com Resumo Este trabalho tem por objetivo demonstrar a aplicação do método Kinésio Taping na reabilitação das paralisias faciais. Esta técnica utilizada primeiramente por fisioterapeutas tornou-se popular e vem sendo aplicada por fonoaudiólogos nos distúrbios miofuncionais e numa abrangência grande de patologias. Contudo, apesar da grande utilização e da respostas positivas do recurso, faltam pesquisas sobre o método e a divulgação de trabalhos científicos relacionados a essa temática na Fonoaudiologia. Este trabalho foi elaborado através da revisão bibliográfica na literatura, nos portais Bireme, Scielo, PubMed e Google Acadêmico. Foram descritos os tipos de paralisias faciais e o processo de reabilitação incluindo a aplicação do método Kinesio Taping. Deste trabalho conclui-se que o fonoaudiólogo deve estar familiarizado com a patologia em questão, utilizar o raciocínio clínico na aplicação da técnica Kinésio Taping e divulgar os resultados obtidos que demonstrem a sua utilização na reabilitação das paralisias faciais. Descritores: Paralisia facial. Fonoaudiologia. Kinésio Taping.

Cognitive training through DVD: Working memory task as a tool for rehabilitation in elders

Cognitive training through DVD: Working memory task as a tool for rehabilitation in elders Cognitive training through DVD: Working memory task as a tool for rehabilitation in elders Viviane Marques1,2*, Luise Alexandre Rocha Soutinho3, Mônica Marins4, Victor Marinho5,6, Silmar Teixeira5,6, Victor Hugo Bastos7, Marco Orsini8 Corresponding Author: Viviane Marques E-mail: vivianemarques@uva.br Abstract Studies have shown that working memory tasks minimize the cognitive disabilities associated with old age. In this context, the present study examined the bavioral changes of working memory in elders during a cognitive training through DVDs. The results show that there significance in MMSE tests (p=0.001), self-evaluation (p=0.002) and verbal fluency test in the semantic category (p=0.022). However, verbal fluency tests of spelling criterion and free evocation did not present significant differences (p ≥ 0.05). Based on the findings, we suggest that recurring training with working memory tasks through DVDs promotes neural adaptations compared to retaining and recalling the memory, promoting a compensatory effect in the performance and maintenance of cognitive skills. In addition, the training of working memory through DVDs offers a non-invasive, non-pharmacological and low-cost alternative for rehabilitation. Keywords Cognitive training, working memory, elders, rehabilitation MARQUES, Viviane et al. Cognitive training through DVD: Working memory task as a tool for rehabilitation in elderly.Clin. Pract. 939 (2018) 15(SII), 939-94 Disponível em: https://www.openaccessjournals.com/articles/cognitive-training-through-dvd-working-memory-task-as-a-tool-for-rehabilitation-in-elders-12705.html

QUALIDADE VOCAL DE PACIENTES SUBMETIDOS À LARINGECTOMIA PARCIAL NEAR TOTAL: UMA REVISÃO INTEGRATIVA DE LITERATURA

QUALIDADE VOCAL DE PACIENTES SUBMETIDOS À LARINGECTOMIA PARCIAL NEAR TOTAL: UMA REVISÃO INTEGRATIVA DE LITERATURA Disponível em: http://crefono1.gov.br/wp-content/uploads/2018/03/Karla-Santiago-UVA.pdf Karla Santiago Moreira Gama Universidade Veiga de Almeida. Email: san.ka.fono@gmail.com Viviane Marques da Silva Neves Universidade Veiga de Almeida. Mestre. Email: vivianemarquesfono@hotmail.com RESUMO INTRODUÇÃO: Um dos cânceres mais comuns na região de cabeça e pescoço, o câncer de laringe atinge principalmente os homens e está associado ao tabagismo e etilismo. Dentre as opções de tratamento está a cirurgia de preservação de órgão Near-total, descrita em 1981 pelo Dr. Bruce Pearson, que permite ao paciente ter a voz reabilitada. O presente estudo trata da qualidade vocal dos pacientes submetidos a esta laringectomia. Objetivo: Buscar na literatura mais atual dados que demonstrem a qualidade vocal destes pacientes após a cirurgia. MATERIAIS E MÉTODOS: O trabalho constituiu-se em uma revisão integrativa de estudos pesquisados nas bases de dados Pubmed, Scielo e Lillacs nos últimos cinco anos. A busca foi feita no período de Junho a Setembro de 2017 e foram incluídos trabalhos nos idiomas português, inglês e espanhol que abordassem em algum momento aspectos relacionados à voz do paciente após a cirurgia. RESULTADOS E DISCUSSÃO: Foram encontrados 266 estudos com os cruzamentos de descritores nas bases de dados e 33 estudos na busca isolada após o filtro. Destes, apenas 04 publicações relacionadas ao tema após critérios de seleção. Foi possível encontrar 07 estudos mais antigos que serviram de base para este trabalho. CONCLUSÃO: Há escassez de estudos que tratem da qualidade vocal de pacientes submetidos a laringectomia parcial Near-total. O fonoaudiólogo é o profissional responsável pela reabilitação vocal destes pacientes, sendo, portanto importante para o avanço da fonoaudiologia nessa área e sobretudo para os pacientes que necessitam ser reabilitados, a publicação de novos trabalhos relacionados ao tema. Palavras-Chave: Near-Total. Laringectomia. Voz.

USO DA ELETROESTIMULAÇÃO NEUROMUSCULAR NO TRATAMENTO DAS DISFAGIAS OROFARÍNGEAS

USO DA ELETROESTIMULAÇÃO NEUROMUSCULAR NO TRATAMENTO DAS DISFAGIAS OROFARÍNGEAS Tuane Santos Justo Carvalho Disponível em: http://crefono1.gov.br/wp-content/uploads/2017/03/Tuane-ARTIGO-CREFONO-UVA.pdf Universidade Veiga de Almeida – Tuane Santos Justo Carvalho Viviane Marques Fonoaudióloga – Mestre Professora da Graduação em Fonoaudiologia da Universidade Veiga de Almeida – Rio de Janeiro, RJ Viviane.marques@uva.br Resumo: O objetivo deste trabalho é apresentar uma revisão bibliográfica sobre eletroterapia no tratamento das disfagias orofaríngeas e fazer dois relatos de caso de mesma patologia em que a eletroterapia foi essencial para o sucesso da reabilitação. A disfagia é uma alteração em qualquer fase da deglutição, podendo gerar prejuízos no estado nutricional, desidratação, integração do individuo na sociedade, complicações pulmonares e até mesmo o óbito. Este distúrbio é tratado pelo fonoaudiólogo, que é o profissional legalmente capacitado para avaliar, diagnosticar e reabilitar a deglutição. Recentemente a terapia fonoaudiológica passou a utilizar o recurso da eletroterapia para colaborar com os tratamentos tradicionais. A eletroestimulação neuromuscular (EENM) é uma técnica não invasiva aplicada por meio de elétrodos de forma transcutânea cujo objetivo é promover a melhora da contração muscular nos músculos envolvidos na deglutição, facilitando o reestabelecimento da via oral segura e eficaz. Este trabalho foi elaborado através da revisão bibliográfica na literatura e relato de dois casos da Síndrome de Wallenberg (SW) em que o recurso da eletroterapia foi decisivo para o sucesso da terapia. A revisão certificou-se que a eletroterapia tem efeitos significativos, porém é necessária a realização de novos estudos para que existam mais evidências cientificas desse recurso, tornando-se possível ampliar as possibilidades de exercícios e o uso para os profissionais da fonoaudiologia. Palavras-chave: Disfagia, eletroestimulação neuromuscular, Fonoaudiologia, Síndrome de Wallenberg